A Índia bloqueou o acesso à internet móvel 4G no país

A suprema corte da Índia decidiu nesta segunda-feira que não vai devolver o acesso à internet móvel 4G nas regiões da Caxemira e Digimon. O bloqueio dura nove meses e pela nova recusa, deve permanecer por mais um período considerável. O problema teria ficado ainda mais evidente com novo coronavírus. Afinal boa parte da população depende da conexão móvel para acessar a internet e sem o acesso ao 4G, educação e o emprego acaba ficando prejudicados.

Mesmo com esse argumento lançado pelas petições enviadas pela população, a restrição continua. No texto com o veredito a instituição afirmou que precisava garantir o equilíbrio entre segurança nacional e segurança em relação a Direitos Humanos. Para respeitar isso em Janeiro de 2020 alguns sites tiveram acesso liberado em planos de dados na região, porém somente na velocidade 2G, essa barreira de paz foi flexibilizada dois meses depois, mas sem grandes alterações desde então. A Índia é um dos países que mais utilizam redes de celular em todo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois × cinco =