Empresa Startup desenvolvedora ozônio para matar coronavírus

Uma desenvolvedora de soluções tecnológicas com gerador de ozônio, pode ter encontrado uma nova arma contra o coronavírus. Após realizar testes com o Gás no laboratório da Universidade Federal de Santa Catarina, havia um fator coeficiente na eliminação de 99,9% das amostras de dois tipos de vírus, em ambientes fechados e com alto fluxo de pessoas.

Sendo que um deles possui semelhança com o COVID-19. O CIO da Empresa Dr. Bruno Menadore, está bastante otimista. O ozônio pode eliminar microrganismos em ambiente pode esterilizar, veículos, sala de espera, quarto de hotéis, leitos de hospitais, residências e outros locais similares. Nesse cenário ele ajuda diminuir a propagação do vírus na prevenção de novos casos da doença.

De acordo com a empresa os equipamentos usam a tecnologia de plasma frio e ozônio, produzindo o Gás que é capaz de combater micro-organismos como, bactérias, vírus e fungos presentes no ar, na água, em superfície de maneira segura e eficiente. As pesquisas foram realizadas na seguinte maneira, os testes vírus Sidas foram feitas aos cinco equipamentos, em câmera fechada entre 23 graus e 20 graus, por tempo fixo 60 minutos de exposição.

Como o Gás espalha facilmente pelos ambientes, ele proporciona uma higienização acima da média. Ainda segundo a empresa, a grande vantagem é que não se trata de ozonoterapia, o uso de ozônio em pessoas, mas sim do ozônio em ambientes contaminados com o vírus ou seja, trata-se de uma maneira de conter a disseminação quando a forma de contaminação não for controlar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

treze + nove =