Espanha tem 31 mil infectados e 12 mil mortes em casos do coronavírus

Apesar da queda no número diário de morte, a Espanha viveu a pior semana da pandemia, e o país ultrapassou o número de casos da Itália que até então era o maior foco da doença na Europa. A Espanha tem 31 mil infectados e 12 mil mortes e se esforça para aumentar o número de leitos em hospitais. Em Madrid a médica Begonha Guerreiro, viveu seu pior drama pessoal no último mês, seu pai de 78 anos foi internado, quase não havia casos confirmados ainda do coronavírus.

Poucos dias depois ele morreu na mesma UTI onde a filha trabalha, também Xavier marido de Begonha, foi internado com pneumonia, mas se recuperou.

Ela disse, “Meu pai tinha infecção de origem desconhecida essa infecção se transformou em pneumonia e em 5 dias ele morreu. O falecimento do meu pai, meu marido internado, minha mãe e irmã sozinhas, é um drama terrível que mudou nossa vida. Em condições normais, não estaria morrendo tantas pessoas na Espanha.”

Quem está na linha de frente tem sido o maior alvo da epidemia, 15% dos contaminados na Espanha são profissionais da saúde. A anestesista Diana, ficou internada por 9 dias na UTI e quando saiu ouviu o aplauso dos seus colegas de trabalho. Ainda se recuperando, Diana disse não podemos subestimar o vírus. Ela nunca imaginou que fosse ter uma evolução tão grave, não subestime o COVID-19. Ela disse que está com muita vontade de voltar a trabalhar e ajudar.

O diretor do hospital de campanha de Madrid Antônio Sapateiro, diz que à unidade tem 1500 leitos e há dois dias, já estava com mais da metade das vagas ocupadas. Uma equipe do jornal espanhol Elpaís, mostrou cenas impressionante, camas espalhadas por todo o Centro de Convenções e tanques de oxigênio ao lado, médicos e enfermeiros usam macacões especiais e máscaras para se proteger uma verdadeira guerra.

O dentista brasileiro Neymar Breyme, também foi infectado e se recuperou, ele fez uma doação de equipamentos para o hospital e quer doar ainda mais. “Eu fui até a clinica e peguei todo material que eu considerava interessante para poder levar e distribuír. Inclusive eu distribuir escova de dente e pasta de dente e foi super bem recebido, porque as pessoas saem de casa de ambulância e não dá tempo de pegar nada.” Hospital Universitário de Madrid a UTI pediátrica passou a receber pacientes de todas as faixas etárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 × 2 =