Nova York não tem data para reabrir a economia

Ainda não há previsão para reabertura do Estado de Nova York, o Governador disse que algumas poucas atividades vão poder voltar a funcionar a partir de metade de Maio, mas se o número de casas continuarem caindo. Com esse plano ainda não incluiu a cidade de Nova York. É primavera em Nova York, mas o que começa a dar frutos é o isolamento social, as ruas desertas, ajudaram a diminuir o número de infectados com o novo coronavírus, o número de hospitalizações e finalmente o número de mortes.

A cada dia nas últimas 24 horas, 367 pessoas morreram com a COVID-19 no estado, o número mais baixo desde 31 de Março e agora começa uma contagem regressiva. Porque segundo o Governador de Nova York, esse número precisa continuar caindo por 14 dias seguidos para que alguns setores da economia possam reabrir. Ninguém diria, “seja imprudente e abra de qualquer jeito, certo”, disse o Governador.  Ainda não há uma data definida, mas o prefeito de Nova York quer ficar pronto quando a cidade com a maior mortalidade do mundo puder abrir.

Bill de Blasio anunciou que vai criar grupos de trabalho separados por áreas como, pequenos negócios, saúde, emprego, arte cultura e turismo e vão preparar a melhor forma de voltar ao normal, melhor do que antes da bandeirinha. No entanto, não há um botão de ligar e desligar, os movimentos cuidadosos vão ser testados e se tiverem funcionando a gente dá mais um passo explicou Bill de Blasio.

Em dias de chuva é mais fácil convencer as pessoas a respeitar as regras de isolamento social, mas o verão está chegando à Nova York e o Governo Federal já avisou que o distanciamento social e o uso de máscaras em ambientes fechados vão ser necessários, mesmo nos meses mais quentes do ano.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quinze + 18 =