O Delegado que foi baleado pela namorada diz ter sumido 50 mil reais do apartamento dele

O Delegado que foi baleado pela namorada reclama do desaparecimento de joias e de 50 mil reais em espécie do apartamento dele. Em depoimento ele disse que tirou o carregador da arma porque tinha medo que a Modelo reagisse mesmo depois de atirar contra o próprio peito. A polícia encaminhou a perícia os celulares do Delegado Paulo Bilinski apreendidos no dia do crime, ontem durante o depoimento ele forneceu as senhas dos aparelhos e do computador para os investigadores.

 A polícia também conseguiu na justiça a quebra do sigilo telefônico da modelo. Após 13 dias internado, o Delegado foi para casa e ontem dois dias após a alta do Hospital, prestou depoimento e reafirmou o que disse desde o primeiro dia, que a modelo atirou seis vezes contra ele e depois se matou. No depoimento o delegado contou que foi ele quem tirou o carregador da arma depois que Priscila disparou no próprio peito, eles disse que fez isso porque achou que o tiro havia atingido a Modelo de raspão e que ficou com medo dela pegar a arma novamente.

Na versão do Delegado e isso explicaria o sangue dele na arma após a Briga. Na Delegacia Bilinski aproveitou o depoimento para se queixar do sumiço de dinheiro e de joias que estavam guardadas no apartamento dele até o dia do ocorrido, em tono de 50 mil reais teria desaparecido. O delegado não fez boletim de ocorrência para registrar o furto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis + oito =