O sistema de Delivery não é suficiente para manter bares e restaurantes abertos

O sistema de Delivery foi a saída encontrada pora bares e restaurantes para manter o negócio durante a quarentena, mas não é suficiente, 20% fecharam as portas em definitivo no país e sem conseguir crédito a expectativa dos empresários é de piora. Ligeira e comunicativa Dilma nunca ficou muito tempo sem emprego, após uma temporada em Brasília ela tinha sido contratada em Fevereiro para ser mestre em um restaurante em São Paulo, mas a pandemia atingiu fortemente a categoria de bares e restaurantes.

O faturamento caiu pelo menos 75% para a maior parte dos estabelecimentos é o que mostra uma pesquisa da Associação Brasileira do setor feita em Maio, o Delivery adotado por pouco mais da metade deles não foi suficiente para dar conta das despesas. A três meses de portas fechadas, os donos de bares e restaurantes enxugaram o que puderam, tiveram de mandar funcionários embora, acumularam dívidas e não conseguiram ajuda. Quatro em cada cinco procuraram os bancos para pedir empréstimos, mas a grande maioria 81% deles tiveram crédito negado.

 

Os bancos privados são os que mais negão acesso a empréstimos, as ofertadas não chego na ponta, as garantias não foram suficientes para estimular os bancos e com isso o setor passa por dificuldade. Dois em cada três empresários planejam a retomada com menos funcionários e um em cada cinco restaurantes fechou segundo a pesquisa. Se o mês de Junho for todo fechado, mais 20% das empresas não retornarão, nós precisamos de melhor ajuda é melhor apoio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × três =