Países fazem apelo para que as vacinas contra o coronavírus seja distribuído a todos

Representantes mundiais fizeram hoje um apelo para que as vacinas contra o coronavírus esteja disponível para todos. Um dos maiores grupos farmacêuticos do mundo anunciou que os Estados Unidos teriam prioridade na entrega dos medicamentos, porque investiram mais dinheiro. A empresa que é de origem Francesa alega que a produção principalmente no Laboratório Americano seria dedicada aos Estados Unidos, o restante seria distribuído aos outros países.

A declaração provocou protesto na Europa liderada pela França, o Governo do Presidente Emmanuel Macron defende que um país não pode ter prioridade diante de uma pandemia que matou cerca de 300 mil pessoas no mundo. Em uma carta aberta sem precedentes 140 representantes de nações do mundo inteiro, pedem garantias de que testes vacinas e tratamentos para COVID-19, sejam distribuídos de forma justa e gratuito em todos os países.

O documento assinado reforça que o mundo não pode permitir que monopólio e concorrência, atrapalhasse a necessidade universal de salvar vidas. Hoje cerca de 100 vacinas estão sendo desenvolvidas em diversos países, Estados Unidos e China têm as pesquisas em estágio mais avançado e o Governo Americano acredita que até o fim do ano terá disponível doses eficazes contra a COVID-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

10 + dezesseis =