Pesquisadores dão passos importantes com medicamentos contra a COVID-19

Pesquisadores e médicos dão um passo importante no combate o coronavírus com medicamentos já conhecidos da comunidade científica. São antibióticos, anti-inflamatórios e retrovirais usados juntos ou separados em diferentes fases da doença. Todos os medicamentos são conhecidos. O Imunologista Roberto Zeballos está à frente de um estudo que será encaminhado pelas autoridades de saúde do país.

O médico destaca que o uso de corticoides combinados com antibiótico tem-se mostrado promissor em pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. Ele já atendeu 40 pessoas sendo 15 delas em estado grave e que foram para o UTI, todos os pacientes se recuperaram.

No Rio de Janeiro cientistas da Fundação Oswaldo Cruz coordena um estudo que envolve 18 hospitais de 12 estados. O trabalho destinado a pacientes internados em estado mais grave, testa vários medicamentos entre eles a Cloroquina, usado em muitos hospitais públicos e particulares do país e antirretrovirais que impedem a replicação do vírus.

Nos Estados Unidos pacientes medicados com o Remdesivir vem apresentaram recuperação mais rápida. O antiviral desenvolvido contra o Ebola reduz de 15 para 11 dias o tempo de recuperação das pessoas internadas com COVOD-19.

Os estudos científicos de tratamentos diferentes para COVID-19, ganha força uma vez que, a doença se espalha rapidamente e tem elevado a taxa de mortalidade, principalmente entre os idosos. Os resultados alcançados até agora diminuíram os casos mais graves e vitandos a ocupação de leitos de UTIs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

catorze + dois =

%d blogueiros gostam disto: