Qualcomm está perdendo terreno na fabricação do Snapdragon 765-G

Líder no mercado mobile de processadores, a Qualcomm passa atualmente por um problema no setor. A empresa fez um produto que ao mesmo tempo bom e caro, fazendo com que os fabricantes smartphones deixe ele de lado em busca da economia. Essa situação ocorre com Snapdragon 865, processador destinada celulares top de linha de 2020.

Diversas companhias optaram por um modelo mais barato da própria família da Qualcomm, evitando custos. Rumores a respeito do Pix 5 da Google, indica que ele virá com o Snapdragon 765-G, que fica em uma família de processadores logo abaixo da principal. O mesmo acontece com a LG. E a Nokia, os mais poderosos celulares dessas empresas, planejados para os próximos meses também devem adotar o mesmo Snapdragon 765-G.

O problema é que os celulares top de linha recentes com componentes cada vez mais modernos e suporte ao 5G, estão ficando caros demais para serem fabricados e consequentemente reflete no preço. A necessidade de utilizar um modem X55 da própria Qualcomm, separado que garante conectividade, praticamente obriga o suporte ao 5G nos aparelhos com Snapdragon 865, algo que nem todas as companhias desejam para 2020.

Isso é bastante compreensível analisarmos a situação do mercado, diversos países ainda não possuem a rede móvel 5G, incluindo o Brasil. O Snapdragon 765-G acaba sendo um processador melhor por ter um modem 3G integrado e menor consumo de energia. Além disso a concorrente também de olho nesse mercado como a Mediatech, que oferece soluções também barato para dispositivos mais intermediários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

15 + 9 =