Um Paquistanês de 18 anos Confessou ter Sido o Autor do Ataque Contra dois Jornalistas em Paris

Um Paquistanês de 18 anos confessou ter sido o autor do ataque contra dois jornalistas ontem em Paris e que pensou que os dois homens eram cartunistas do Jornal Charlie Hebdo. O agressor afirmou que o ato tinha intenção de reagir às novas charges sobre o Profeta Maomé divulgadas pelo Jornal no início do mês, quando começou o julgamento dos 14 acusados do atentado terrorista de cinco anos atrás. O Paquistanês usou uma espécie de facão e foi preso logo depois do ataque.

Segundo a investigação jovem chegou à França há três anos como menor desacompanhado e tem passagem pela polícia por porte ilegal de armas. As vítimas não trabalham no Charlie Hebdo, mas em uma produtora de TV no mesmo prédio onde antes funcionava o Jornal, a sede da redação mudou de lugar por causa das ameaças depois do atentado de 2015 que deixou 12 mortos.